01/12/2008

EU SEI, MAS NÃO DEVIA....



Adoro ler... e lendo alguns textos na net, encontrei um da Marina Colasanti. Ela é uma autora que gosto muito e já publicou vários livros de contos, crônicas, poemas e histórias infantis. E este texto abaixo ela recebeu o prêmio jabuti por ele (estou postando aqui só um pedaço, ta?). Toda vez que eu o leio eu me recordo de algumas situações chatas, que, de tanto se repetirem eu acabei me acomodando e acostumando com elas, e é o que não pode acontecer!
Espero que ao ler este texto, você também perceba se existe algo não muito legal que você se adaptou, achando que não existia outra opção... e possa também descobri que para tudo tem uma solução e acostumar com coisas ruins, com certeza não é a melhor delas!
Fim de ano é uma boa oportunidade para rever, refazer e viver mlelhor os momentos da sua vida...
Bjocas

Eu sei, mas não devia
Marina Colasanti

Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia.

A gente se acostuma a morar em apartamentos de fundos e a não ter outra vista que não as janelas ao redor. E, porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar para fora. E, porque não olha para fora, logo se acostuma a não abrir de todo as cortinas. E, porque não abre as cortinas, logo se acostuma a acender mais cedo a luz. E, à medida que se acostuma, esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão.

A gente se acostuma a acordar de manhã sobressaltado porque está na hora. A tomar o café correndo porque está atrasado. A ler o jornal no ônibus porque não pode perder o tempo da viagem. A comer sanduíche porque não dá para almoçar. A sair do trabalho porque já é noite. A cochilar no ônibus porque está cansado. A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.

A gente se acostuma a abrir o jornal e a ler sobre a guerra. E, aceitando a guerra, aceita os mortos e que haja números para os mortos. E, aceitando os números, aceita não acreditar nas negociações de paz. E, não acreditando nas negociações de paz, aceita ler todo dia da guerra, dos números, da longa duração.

A gente se acostuma a esperar o dia inteiro e ouvir no telefone: hoje não posso ir. A sorrir para as pessoas sem receber um sorriso de volta. A ser ignorado quando precisava tanto ser visto.

A gente se acostuma a pagar por tudo o que deseja e o de que necessita. E a lutar para ganhar o dinheiro com que pagar. E a ganhar menos do que precisa. E a fazer fila para pagar. E a pagar mais do que as coisas valem. E a saber que cada vez pagar mais. E a procurar mais trabalho, para ganhar mais dinheiro, para ter com que pagar nas filas em que se cobra.

A gente se acostuma a andar na rua e ver cartazes. A abrir as revistas e ver anúncios. A ligar a televisão e assistir a comerciais. A ir ao cinema e engolir publicidade. A ser instigado, conduzido, desnorteado, lançado na infindável catarata dos produtos.

A gente se acostuma à poluição. Às salas fechadas de ar condicionado e cheiro de cigarro. À luz artificial de ligeiro tremor. Ao choque que os olhos levam na luz natural. Às bactérias da água potável. À contaminação da água do mar. À lenta morte dos rios. Se acostuma a não ouvir passarinho, a não ter galo de madrugada, a temer a hidrofobia dos cães, a não colher fruta no pé, a não ter sequer uma planta.

A gente se acostuma a coisas demais, para não sofrer. Em doses pequenas, tentando não perceber, vai afastando uma dor aqui, um ressentimento ali, uma revolta acolá. Se o cinema está cheio, a gente senta na primeira fila e torce um pouco o pescoço. Se a praia está contaminada, a gente molha só os pés e sua no resto do corpo. Se o trabalho está duro, a gente se consola pensando no fim de semana. E se no fim de semana não há muito o que fazer a gente vai dormir cedo e ainda fica satisfeito porque tem sempre sono atrasado.

A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar a pele. Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para esquivar-se de faca e baioneta, para poupar o peito. A gente se acostuma para poupar a vida. Que aos poucos se gasta, e que, gasta de tanto acostumar, se perde de si mesma.

O texto acima foi extraído do livro "Eu sei, mas não devia", Editora Rocco - Rio de Janeiro, 1996, pág. 09

Marcadores: , , , ,

6 Comentários:

Blogger Polêmica disse...

Excelente texto!
A gente se acostuma a votar sempre no mesmo político e depois reclamamos que o país não muda. Tantos fracassos na nossa vida fizeram a gente se acostumar com fracassos mas, só consegue vencer quem não se acostuma com a derrota e batalha para realizar seus sonhos e para fazer o melhor. A pessoa que vence é aquela que não se acostuma com derrotas e tropeços, ela se acostuma com a vitória. Vamos nos acostumar a vencer e não a perder. Vamos nos acostumar com o que faz bem a nossa saúde e não com o que faz mal. Vamos nos acostumar com o que faz bem para a sociedade e para a natureza, não com o que destrói.
Vamos nos acostumar com a amizade e não com a indiferença. Com a gentileza e não com a grosseria. Com o amor e não com o vazio.

Beijão!

3 de dezembro de 2008 11:13  
Anonymous TAMARA disse...

QUE TEXTO LINDO QUERIDA.
BEIJOS PRA VC.
GOSTO MUITO DE VC.

21 de dezembro de 2008 13:12  
Anonymous TAMARA disse...

LIÇÃO DA BORBOLETA
AUTOR DESCONHECIDO

UM DIA,UMA PEQUENA ABERTURA APARECEU NUM CASULO.UM HOMEM SENTOU
E OBSERVOU A BORBOLETA POR VÁRIAS HORAS,CONFORME ELA SE ESFORÇAVA PARA FAZER COM QUE SEU CORPO PASSASSE ATRAVÉS DAQUELE PEQUENO BURACO.ENTÃO PARECEU QUE ELA HAVIA PARADO DE FAZER PROGRESSO.PARECIA QUE ELA TINHA IDO O MAIS LONGE QUE PODIA,E NÃO CONSEGUIA IR MAIS.O HOMEM ENTÃO DECIDIU AJUDAR A BORBOLETA:ELE PEGOU UMA TESOURA E CORTOU O RESTANTE DO CASULO.A BORBOLETA ENTÃO SAIU FACILMENTE.MAS SEU CORPO ESTAVA MURCHO,ERA PEQUENO E TINHA AS ASAS AMASSADAS.O HOMEM CONTINUOU A ABSERVÁ-LA,PORQUE ELE ESPERAVA QUE,A QUALQUER MOMENTO,AS ASAS DELA SE ABRISSEM E ESTICASSEM PARA SEREM CAPAZES DE SUPORTAR O CORPO QUE IRIA SE AFIRMAR A TEMPO.NADA ACONTECEU!NA VERDADE,A BORBOLETA PASSOU O RESTO DE SUA VIDA RASTEJANDO COM UM CORPO MURCHO E ASAS ENCOLHIDAS.ELA NUNCA FOI CAPAZ DE VOAR.O QUE O HOMEM,EM SUA GENTILEZA E VONTADE DE AJUDAR NÃO COMPREENDIA,ERA QUE O CASULO APERTADO E O ESFORÇO NECESSÁRIO Á BORBOLETA PARA PASSAR ATRAVÉS DA PEQUENA ABERTURA ERA O MODO PELO QUAL DEUS FAZIA COM QUE O FLUIDO DO CORPO DA BORBOLETA FOSSE PARA AS ASAS,DE FORMA QUE ELA ESTARIA PRONTA PARA VOAR UMA VEZ QUE ESTIVESSE LIVRE DO CASULO.ALGUMAS VEZES,O ESFORÇO É JUSTAMENTE O QUE PRECISAMOS EM NOSSAS VIDAS.SE DEUS NOS PERMITISSE PASSAR ATRAVÉS DE NOSSAS VIDAS SEM QUAISQUER OBSTÁCULOS,ELE NOS DEIXARIA ALEIJADOS.NÓS NÃO IRÍAMOS SER TÃO FORTES COMO PODERÍAMOS TER SIDO.
NÓS NUNCA PODERÍAMOS VOAR.

"EU PEDI FORÇAS...
E DEUS DEU-ME DIFICULDADES PARA FAZER-ME FORTE

EU PEDI SABEDORIA...
E DEUS DEU-ME PROBLEMA PARA RESOLVER.

EU PEDI PROSPERIDADE...
E DEUS DEU-ME CÉREBRO E MÚSCULO PARA TRABALHAR.

EU PEDI CORAGEM...
E DEUS DEU-ME OBSTÁCULOS PARA SUPERAR.

EU PEDI AMOR...
E DEUS DEU-ME PESSOAS COM PROBLEMAS PARA AJUDAR .

EU PEDI FAVORES...
E DEUS DEU-ME OPORTUNIDADES.

EU NÃO RECEBI NADA DO QUE PEDI...
MAS EU RECEBI TUDO DE QUE PRECISAVA"

27 de dezembro de 2008 12:53  
Anonymous TAMARA disse...

UMA MÃE ESPECIAL

"A MAIORIA DAS MULHERES TORNA-SE MÃE POR ACIDENTE,MUITAS POR OPÇÃO,ALGUMAS POR PRESSÕES SOCIAIS E UMAS POUCAS POR HÁBITO".
ESTE ANO APROXIMADAMENTE 100 MIL MULHERES SERÃO MÃES DE CRIANÇAS COM ALGUM TIPO DE DEFICIÊNCIA.VOCÊ JÁ SE PERGUNTOU COMO DEUS ESCOLHE UMA MÃE PARA UM FILHO COM NECESSIDADES ESPECIAIS?
DE ALGUMA FORMA EU VISUALIZO DEUS PASSEANDO SOBRE A TERRA,SELECIONANDO SEUS INSTRUMENTOS PARA PRESERVAÇÃO DA ESPÁCIE HUMANA COM GRANDE CUIDADO E DELIBERAÇÃO.Á MEDIDA QUE VAI OBSERVANDO ELE MANDA SEUS ANJOS FAZEREM ANOTAÇÕES EM UM BLOCO GIGANTE.
"MARINA SOUZA:VAI TER UM MENINO;SANTO PROTETOR DA MÃE,SÃO MATEUS".
"CLÁUDIA LISBOA:MENINA;SANTO PROTETOR DA MÃE,SÃO PEDRO".
"MARIA DA LUZ:VAI TER GÊMEO,SANTO PROTETOR DA MÃE...MANDE SÃO GERALDO PROTEGÊ-LA.ELE ESTÁ ACOSTUMADO COM GRANDES QUANTIDADES".
FINALMENTE,DEUS DITA UM NOME AO PÉ DO OUVIDO DE UM DOS ANJOS,SORRI E DIZ:
"PARA ESTA MANDE UMA CRIANÇA ESPECIAL".
O ANJO CHEIO DE CURIOSIDADES,PERGUNTE:"PARA QUE JUSTAMENTE ELA,SENHOR?ELA É TÃO FELIZ".
"EXATAMENTE,RESPONDE DEUS SORRINDO.EU PODERIA CONFIAR UMA CRIANÇA ESPECIAL A UMA MÃE QUE DESCONHECESSE O RISO?
"MAS SERÁ QUE ELA TERÁ PACIÊNCIA DEMAIS,SENÃO AFOGARÁ NUM MAR DE DESESPERO E AUTO COMPAIXÃO.QUANDO O CHOQUE E A TRISTEZA INICIAIS PASSAREM,ELA CONTROLARÁ A SITUAÇÃO,EU A TENHO OBSERVADO".
ELA TEM UM CONHECIMENTO DE SI MESMA E UM SENSO DE INDEPENDÊNCIA,QUE SÃOTÃO RAROS E,AO MESMO TEMPO,TÃO NECESSÁRIOS A UMA MÃE.VEJA BEM,A CRIANÇA QUE A ELA VOU CONFIAR TEM UM MUNDO DIFERENTE.ELA TERÁ QUE TRAZE-LA AO MUNDO REAL E ISTO NÃO SERÁ FÁCIL".
"ESTA MÃE É PERFEITA,ELA TEM A DOSE CERTA DE EGOÍSMO DE QUE VAI PECISAR.O ANJO ENGASGA:EGOÍSMO?ISTO É UMA VIRTUDE?DEUS BALANÇA A CABEÇA AFIRMATIVAMENTE.SE ELA NÃO FOR CAPAZ DE SE SEPARAR DA CRIANÇA EVENTUALMENTE,ELA NÃO VAI SOBREVIVER.SIM,AQUI ESTÁ UMA MULHER QUE VOU ABENÇOAR COM UMA CRIANÇA ESPECIAL.ELA AINDA NÃO TEM CONSCIÊNCIA DISSO,MAS ELA SERÁ INVEJADA".
"ELA NUNCA VAI CONSIDERAR BANAL QUALQUER PALAVRA PRONUNCIADA PELO FILHO.POR MAIS SIMPLES QUE SEJA UM FEITO DESSA CRIANÇA,ELA O RECEBERÁ COMO GRANDE PRESENTE.QUANDO ELA MOSTRAR UMA ÁRVORE OU UM PÔR DO SOLA SEU FILHO SERÁ CAPAZ DE ENXERGAR MINHAS CRIAÇÕES COMO POUCAS PESSOAS SÃO CAPAZES DE VÊ-LAS".
"EU VOU PERMITIR QUE ELA VEJA AS COISAS:IGNORÂNCIA,CRUELDADE,PRECONCEITO.
FAREI COM QUE ELA SEJA MAIS FORTE QUE TUDO ISSO.
"E QUAL SERÁ O SANTO PROTETOR DESSA MÃE?PERGUNTA O ANJO COM A CANETA NA MÃO.DEUS NOVAMENTE,SORRI.NENHUM,ELA NUNCA ESTARÁ SÓ.EU ESTAREI SEMPRE AO SEU LADO.QUANDO PRECISAR DE AJUDA BASTA QUE ELA SE OLHE NUM ESPELHO....".

27 de dezembro de 2008 13:53  
Anonymous TAMARA disse...

AMOR DE MÃE

UMA CRIANÇA PRONTA PARA NASCER PERGUNTOU A DEUS:
-DIZEM-ME QUE ESTAREI SENDO ENVIADO Á TERRA AMANHÃ...COMO VOU VIVER LÁ,SENDO ASSIM PEQUENO E INDEFESO?E DEUS DISSE:
-ENTRE MUITOS ANJOS,EU ESCOLHI UM ESPECIAL PARA VOCÊ.ESTARÁ LHE ESPERANDO E TOMARÁ CONTA DE VOCÊ.
CRIANÇA:MAS DIGA-ME:AQUI NO CÉU EU NÃO FAÇO NADA A NÃO SER CANTAR E SORRIR,O QUE É SUFICIENTE PARA QUE EU SEJA FELIZ.
SEREI FELIZ LÁ?
DEUS:SEU ANJO CANTARÁ E SORRIRÁ PARA VOCÊ...A CADA DIA,A CADA INSTANTE,VOCÊ SENTIRÁ O AMOR DO SEU ANJO E SERÁ FELIZ.
CRIANÇA:COMO PODEREI ENTENDER QUANDO FALAREI COMIGO,SE EU NÃO CONHEÇO A LÍNGUA QUE AS PESSOAS FALAM?
DEUS:COM MUITA PACIÊNCIA E CARINHO,SEU ANJO LHE ENSINARÁ A FALAR.
CRIANÇA:E O QUE FAREI QUANDO EU QUISER TE FALAR?
DEUS:SEU ANJO JUNTARÁ SUAS MÃOS E LHE ENSINARÁ A REZAR.
CRIANÇA:EU OUVI QUE NA TERRA HÁ HOMENS MAUS.QUEM ME PROTEJERÁ?
DEUS:SEU ANJO LHE DEFENDERÁ MESMO QUE SIGNIFIQUE ARRISCAR SUA PRÓPRIA VIDA.
CRIANÇA:MAS EU SEREI SEMPRE TRISTE PORQUE EU NÃO TE VEREI MAIS.
DEUS:SEU ANJO SEMPRE LHE FALARÁ SOBRE MIM,LHE ENSINARÁ A MANEIRA DE VIR A MIM,E EU ESTAREI SEMPRE DENTRO DE VOCÊ.

NESSE MOMENTO HAVIA MUITA PAZ NO CÉU,MAS AS VOZES DA TERRA JÁ PODIAM SER OUVIDAS.
A CRIANÇA,APRESSADA,PEDIU SUAVEMENTE:
-OH DEUS SE EU ESTIVER A PONTO DE IR AGORA,GIGA-ME POR FAVOR,O NOME DO MEU ANJO.
E DEUS RESPONDEU:
-VOCÊ CHAMARÁ SEU ANJO...
MÃE!

27 de dezembro de 2008 14:13  
Anonymous Anônimo disse...

Sim, provavelmente por isso e

20 de novembro de 2009 19:01  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial