04/05/2011

PROFISSÃO: MÃE


Está chegando o dia das mães. E é claro que eu não poderia deixar de prestar minha homenagem a todas as mães, principalmente a minha mãe Sônia, que é uma mãe super especial, companheira, amiga, conselheira e me faz muitíssimo feliz.
Recebi este texto e achei que você ia gostar de dividir com a sua mãe também.

PROFISSÃO: MÃE
Ana foi renovar sua carteira de motorista e pediram-lhe para informar qual era sua profissão. Ela hesitou, sem saber como se classificar.
- "O que eu pergunto é se tem algum trabalho", dissse o funcionário.
- "Claro que tenho um trabalho", exclamou Ana. "Sou mãe!"
- "Nós não consideramos mãe um trabalho. Vou colocar dona de casa", disse o funcionário.
Não voltei a lembrar-me desta história até o dia em que encontrei-me em situação idêntica. A pessoa que me atendeu era uma funcionária de carreira, segura, eficiente.
_"Qual é a sua ocupação? perguntou. Não sei o que me fez dizer isto. As palavras saltaram-me da boca:
-"Sou doutora em desenvolvimento infantil e em relações humanas".
A funcionária olhou-me como quem diz que não ouviu bem. Eu repeti pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas. Então reparei como ela ia escrevendo no questionário oficial.
-"Posso perguntar" disse-me ela com novo interesse "O que faz exatamente?
Calmamente ouvi-me responder: "Desenvolvo um programa de longo prazo ( qualquer mãe faz isso ), em laboratório e no campo experimental (normalmente eu teria dito dentro e fora de casa).Sou responsável por uma equipe (minha família) e já recebi 4 projetos (todas meninas). Trabalho em regime de dedicação exclusiva ( alguma mulher discorda?
O grau de exigência é de no mínimo 14 horas por dia (para não dizer 24hs ).
Houve um crescente tom de respeito na voz da funcionária,que acabou de preencher o formulário e pessoalmente abriu-me a porta.
Quando cheguei em casa, com o título da minha carreira erguido, fui recebida pela minha equipe: um com 13 anos, outra com 7 e outra com 4. Do andar de cima, pude ouvir meu novo experimento - um bebê de 6 meses - testando uma nova tonalidade de voz.
Senti-me triunfante! Maternidade... que carreira gloriosa!
Assim, as avós deviam ser chamadas doutoras-senior em desenvolvimento infantil e em relações humanas, as bisavós doutoras-executivas-senior e as tias doutoras-assistentes.

A todas as mães, o meu carinho e o desejo de gratidão por tanto amor, paciência, carinho e atenção dedicado a todos nós, filhos.
Ser mãe, realmente é a profissão mais linda, nobre que existe...mas sei que também é a mais difícil. As mães têm uma missão especial na terra.

Feliz dia das mães!
Á minha mãe, Sônia, com todo amor que houver nesta vida...Você é o melhor dos presentes que ganhei! Amo você!
Beijos,
Rúbia

Marcadores: , , , , ,

2 Comentários:

Blogger Rubia disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

7 de maio de 2011 11:39  
Anonymous Thaís Olímpia disse...

Amiga,

amei esse texto. Me identifiquei e adorei a sugestão.

BEijos....

9 de maio de 2011 04:19  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial